Tendências

Tendências

fossil free | Inovação | prototipação | Social responsibility | Suécia | sustainability | zero emission | zero initiative

Zero Island na Suécia

Publicado em 17/05/2019

Um pequeno país em termos de população, mas com grandes ativos, um alto nível de inovação e com uma cena de startup próspera, o ecossistema empresarial Sueco continua atraindo investidores e produzindo inovações disruptivas. Um dos principais objetivos da Suécia é tornar-se fossil free até 2045. Para examinar como essa meta pode ser alcançada, a Neste, líder mundial em combustíveis renováveis, está explorando soluções que ajudam a tornar uma ilha totalmente livre de fósseis durante o período de um ano – chama-se Zero Island (Ilha Zero).

Lidö, a ilha escolhida como território de prototipação/experimentação para conceitos de sustentabilidade, está situada no arquipélago de Estocolmo, a cerca de uma hora de carro da capital. Declarada como um local de conservação natural, a ilha é uma atração popular para dezenas de milhares de turistas, especialmente durante a temporada de verão. Em primeiro lugar, irão substituir os combustíveis usados na agricultura e no transporte terrestre e aquático, com alternativas renováveis. Em seguida, converterão todo o suprimento de energia da ilha para ser derivado de fontes renováveis. Além do transporte e energia, o foco está na vamos olhar sustentabilidade de toda a ilha, tendo em conta a gestão de resíduos, reciclagem, gestão da água e iluminação sustentável. Esse é um projeto que se bem sucedido poderá será expandido para toda a Suécia sob o mote “Tolerância zero para negligenciar a biodiversidade. Zero Desculpas.”

Gostou do assunto? A Sueca Greta Thunberg, de 15 anos, falou representando a sua geração nas conversações climáticas da COP24 na Polônia. Assista o vídeo aqui. Também, um artigo fatalista publicado pelo NYTimes fala sobre o recente relatório das Nações Unidas que relata: “os seres humanos estão transformando as paisagens naturais da Terra de forma tão dramática que cerca de um milhão de espécies de plantas e animais estão em risco de extinção, representando uma terrível ameaça aos ecossistemas de que as pessoas do mundo inteiro tanto dependem para sua sobrevivência”. Com base nesse cenário de catástrofe climática, a Harvard Business Review publicou um artigo super interessante sobre como as empresas podem se comportar nessa era da extinção em massa. Aqui também estão alguns caminhos a serem considerados.

 

Ver outras tendências