Tendências

Tendências

Analytics | artificial intelligence | automation | Customer Service | digital transformation | Finance | insurance | sensors | technology

O futuro da Inteligência Artificial ​​na indústria de seguros

Publicado em 16/05/2019

Diversas matérias interessantes no momento abordam a questão de implementação de Inteligência Artificial na indústria de seguros, que muitos relatam estar à beira de uma mudança sísmica.  Uma quantidade incrível de financiamento já está sendo aportada para a área. Os gastos mundiais com sistemas cognitivos e de inteligência artificial devem triplicar nos próximos três anos, com gastos totais previstos para atingir US $ 77,6 bilhões em 2022. Como outras tecnologias emergentes, espera-se que a IA tenha um efeito transformador no setor de seguros, por isso a grande importância em definir hoje uma estratégia de implementação bem sucedida.

À medida que a IA se torna mais incorporada nos processos de seguro, como poderia mudar ainda mais a indústria? A McKinsey prevê esse exemplo a partir de um futuro de dispositivos interminavelmente integrados: um assistente pessoal mapeia uma rota potencial para um motorista e a compartilha com sua seguradora de mobilidade, que então responde com uma rota alternativa que tem uma probabilidade menor de acidentes e danos automáticos, como o ajuste calculado para o seu prêmio mensal. O relatório da McKinsey sobre a industria de seguros em 2030 prioriza os insights das explorações da IA e sugere que as operadoras devem decidir como usar a tecnologia para apoiar sua estratégia de negócios:

“O plano estratégico de longo prazo da equipe de liderança exigirá uma transformação de vários anos que envolva operações, talentos e tecnologia. Algumas operadoras já estão começando a adotar abordagens inovadoras, como iniciar seus próprios braços de capital de risco, adquirir empresas promissoras de insurtech e formar parcerias com as principais instituições acadêmicas. As seguradoras devem desenvolver uma perspectiva sobre as áreas nas quais desejam investir para atender ou superar o mercado e qual abordagem estratégica – por exemplo, formar uma nova entidade ou construir capacidades estratégicas internas – é mais adequada para sua organização.”

Basicamente, de acordo com esse artigo, as 5 maneiras que a tecnologia está reformulando o futuro do seguro são:
1. Capturar e usar dados será um grande desafio à medida que o volume explodir
2. Inteligência artificial será necessária para tornar os dados utilizáveis.
3. As tecnologias de prevenção reduzirão a frequência e a gravidade das reclamações ao longo do tempo
4. A tecnologia mudará o modelo de negócios de seguros
5. A mudança acontecerá em mil pequenas maneiras

Ficou interessado sobre esse assunto? Outros 2 artigos são super atuais e interessantes: Technative e EMERJ

 

Ver outras tendências