Tendências

Tendências

dados | Privacidade | Reconhecimento facial

Fight for the Future e Reconhecimento Facial

Publicado em 27/11/2019

O reconhecimento facial está cada vez mais polêmico. Após a mobilização do grupo de direitos digitais Fight for the Future, 40 dos maiores festivais do mundo afirmaram que não vão usar o recurso de reconhecimento durante seus shows. A imprecisão do sistema é uma das maiores críticas ao redor do mundo por provar, inúmeras vezes, que possui um viés racial e de gênero.

O reconhecimento facial está cada vez mais difundido e integrado na sociedade. Ao passo que a tecnologia possibilita desbloquear seu smartphone, utilizar como identidade e até mesmo realizar pagamentos em lojas, ela está sendo banida de alguns estados como São Francisco, Oakland e Somerville nos Estados Unidos e também em softwares, como no Android, que baniu o sistema Trusted Face. Os que são contra acreditam que o sistema age como um método de vigilância perigoso, que fere a privacidade dos indivíduos, apto a cometer erros graves e falsas prisões.

No website da petição são citados inúmeros festivais mundiais, ressaltando os que vão banir o sistema e quais ainda podem permitir, agora ou no futuro, a integração desta tecnologia aos concertos. Por enquanto, 40 festivais assinaram contra o uso, enquanto cinco se mantiveram a favor: Boston Calling (Clash Line Productions), Burning Man (Independent), Outside Lands (Another Planet Entertainment), I Heart Radio Music Festival (IHeart Media) e Life is Beautiful (Another Planet Entertainment). Artigo original pode ser acessado aqui.

Ver outras tendências