Tendências

Tendências

advogado | AI | area jurídica | automation | CRM Software | Legal firms | Legal Software

Evisort

Publicado em 10/09/2019

A profissão jurídica e os setores relacionados são conhecidos por serem lentos em automatizar. Porém, existem boas razões para a automação. Não é que a profissão de advogado seja inerentemente resistente à tecnologia, mas sim trata-se de uma área que possuiu problemas únicos que exigem soluções personalizadas. Além disso, há mais falhas no setor de software, porque o desenvolvimento de software para o campo jurídico exige tanto conhecimentos em computação quanto direito, duas profissões de estudo profundo que raramente atraem o mesmo perfil de pessoa.

A Evisort, uma nova empresa iniciada no Vale do Silício, implementou um sistema orientado a Inteligência Artificial que pode digerir um contrato de 30 páginas em questão de segundos. O Evisort extrai os dados dos contratos e arquiva os principais pontos de dados como termos, valores em dinheiro, datas e outros detalhes em um banco de dados de fácil acesso. Isso elimina uma grande parte do processo de coleta de dados, substituindo a necessidade de ler e analisar manualmente os contratos.

Não é de surpreender que a profissão de advogado seja um mercado crescente para a AI e a tecnologia de software em nuvem. Um campo longo e mal atendido, a profissão jurídica passou tanto tempo sem a inovação de software que qualquer notícia nessa área gera manchetes empolgadas nas áreas tecnológica e jurídica. Os avanços que estão acontecendo agora podem moldar nosso futuro, agilizando negócios e governos. O mercado pode se tornar ainda mais competitivo para pequenos profissionais, uma vez que escritórios menores podem se dar ao luxo de trabalhar mais com menos custos indiretos.

Ficou interessado? Outras start-ups na área jurídica são: Clio, MyCase, Smokeball.

Ver outras tendências